Uepa lançará aplicativo para medir qualidade da água

 

Na próxima quinta-feira, 15 de março, o Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Universidade do Estado do Pará (Uepa) realizará o lançamento do IET: um aplicativo para celular que calcula o índice de qualidade da água, uma importante contribuição para pesquisadores da área de recursos hídricos. O público poderá conhecer a ferramenta no evento a ser realizado, a partir das 16h, no Auditório do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT), localizado na travessa Enéas Pinheiro, 2626, no bairro do Marco, em Belém.

O aplicativo tem esse nome porque calcula o Índice de Estado Trófico, ou seja, a condição nutritiva de ambientes aquáticos lóticos (com correnteza) e lênticos (sem correnteza), relacionando com o aumento de infestação de plantas aquáticas, que pode afetar características que garantem a balneabilidade ou o consumo da água. 

O pesquisador que usar o aplicativo precisará escolher o tipo de ambiente a ser analisado e depois preencher dois campos com os valores de fósforo e clorofila coletados. Esse cálculo antes era feito de maneira manual e demandava muito mais tempo. Com o IET, o cálculo é imediato.

O aplicativo foi desenvolvido a partir do projeto de pós-doutorado da Profª. Dra. Hebe Morganne, do CCNT, em parceria com Prof. Dr. Fábio Alves, do Mestrado Profissional em Matemática do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Uepa. “Temos trabalhado juntos há mais de um ano e iremos lançar mais seis aplicativos em qualidade de água ainda este ano”, afirma a professora Hebe Morganne, reforçando que seu trabalho também contou com o apoio da direção do CCNT e da coordenação do Mestrado em Ciências Ambientais.

O IET já se encontra disponível no Play Store na versão para celulares com sistema operacional Android e pode ser instalado de maneira gratuita.

 

Serviço:

Lançamento do Aplicativo IET
Data: 15 de março de 2018
Horário: 16h
Local: Auditório do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Uepa, localizado na Travessa Enéas Pinheiro, 2626, no bairro do Marco, em Belém.

 

Texto: Helaine Cavalcante
Foto: Nailana Thiely