Uepa promove Feira Vocacional no Centur

 

 

Os alunos do Ensino Médio e demais interessados em estudar na Universidade do Estado do Pará (Uepa) poderão conhecer mais sobre os cursos, a atuação dos profissionais, e o desenho curricular das disciplinas na próxima quarta-feira, 18 de setembro, durante a Feira Vocacional 2019. O evento, promovido pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e Diretoria de Acesso e Avaliação (DAA), ocorrerá no Centro Cultural Tancredo Neves (Centur), das 9h às 17h.

A Feira Vocacional 2019 tem como objetivo funcionar como um guia para orientar os estudantes na escolha da profissão a ser seguida, tendo em vista que nem todos os alunos que irão prestar vestibular identificam as aspirações profissionais desde a infância.

A Uepa oferece por meio do Processo Seletivo (Prosel), 126 cursos de graduação nas áreas da Educação, Saúde e Tecnologia em cinco campi na capital e em outros 15 municípios paraenses. Para concorrer os candidatos precisam realizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Além do Prosel, a Uepa realiza seleções especiais com publicações de editais ao longo do ano buscando atender demandas específicas, entre eles, a Licenciatura Intercultural Indígena e a Pedagogia Bilíngue.

O público interessado poderá conferir os stands dos cursos e participar de testes vocacionais, dinâmicas e oficinas com graduandos, professores e profissionais da área.

SOBRE A UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ (Uepa)

Para fazer o ensino superior chegar a todos os paraenses, a Universidade do Estado do Pará (Uepa), está presente fisicamente em dez das doze regiões de integração do Estado do Pará, e une esforços que vão do Marajó ao Araguaia. Criada em 1993, a partir da fusão das faculdades estaduais de Enfermagem, Medicina, Educação Física e Educação, a Uepa desenvolve ações de ensino, pesquisa e extensão em três grandes áreas: Saúde, Educação e Tecnologia. 
 

SERVIÇO

Feira Vocacional 2019
Data: 18/09/2019
Horário: 9h às 17h
Local: Centro Cultural Tancredo Neves (Centur), localizado na avenida Gentil Bitencourt, 650, Batista Campos, em Belém.

 

Texto: Daniel Leite
Foto: Nailana Thiely