Festival de Primavera e o Festival da Lanterna

 
Como o Natal para brasileiros, o Festival de Primavera (春节 Chūnjié) é o evento mais importante de todo o ano para os chineses. Também é um momento para juntar todos os membros da família. A sua data é determinada pelo calendário lunar, geralmente, no final de janeiro ou de fevereiro, já que varia a cada ano. A celebração dura 15 dias, durante os quais são seguidos muitos rituais e tradições. 
 
Antes do Festival, a orientação é deixar a sujeira do ano anterior e receber o ano novo limpo. Então, a limpeza da casa é essencial, chamam de limpeza da primavera, em mandarim é 大扫除( Dàsǎochú). Os chineses também fazem muitas compras (办年货 bàn Niánhuò ), especialmente as comidas, incluindo peixe, carne, nozes e bombons, entre outros. Semelhante ao natal, muitas filas em shopping, as feiras sempre cheias de pessoas. Além disso, novas roupas também devem ser preparadas, sobretudo, para as crianças.
 
Nesse período, há a tradição de escrever os seus desejos com tinta preta em papel vermelho que se chama春联(Chūnlián), verso da primavera. Os desejos devem ser escritos com o seu pedido sincero e de boas intenções, de forma poética para poder trazer sorte e realização. Normalmente colocam os versos na porta de entrada.
 
Além disso, os chineses têm costume de fazer recortes de papel para a decoração de janelas(窗花 Chuānghuā). Para espantar os maus espíritos e o azar, fixam gravuras, os Santos de Portas(门神 Ménshén), que geralmente são homens fortes, com cara não simpática. Também lançam fogo de artifício, que ajuda a afastar as más energias e para se despedir do ano velho e receber o novo.
 
Esses costumes do Festival de Primavera têm relação com as lendas antigas. No idioma chinês, celebrar esse festival também se chama "过年 guònián". Dizem que o "年 nián", que significa ano em chinês, era um monstro forte e cruel e comia um animal cada dia, incluindo o homem. Os seres humanos tinham muito medo dele e precisavam se esconder à noite, quando o "年 Nián" saía. Algum tempo depois, as pessoas descobriram que o "年 Nián" tinha receio da cor vermelha e dos fogos-de-artifício. Então, os homens começaram a usar coisas de cor vermelha e fogos-de-artifício para expulsar o monstro. Como resultado, o costume de usar vermelho e soltar fogos se mantém até hoje. Hoje em dia, para os chineses, vermelho representa o fogo e o sucesso.
 
Agora chega o momento mais importante: a véspera de Ano Novo. Nesta noite, todos os membros da família se reúnem ao redor da mesa, e desfrutam o jantar juntos. Chamam o jantar deste dia como o "年夜饭 Niányèfàn" em chinês. Entre eles, 饭fàn é jantar ou refeição, e Niányè significa a véspera do Ano Novo. Sendo a data mais importante para os chineses, o jantar na véspera da Festa da Primavera é muito delicioso, combinando saladas e vários pratos de carne, peixe e legumes. Toda a mesa é sempre preenchida com uma variedade de delícias.
 
As crianças são os mais felizes. É muito comum eles ganharem um envelope vermelho contendo dinheiro(红包 Hóngbāo), distribuído por avó ou bisavó com propósitos auspiciosos. Nesta noite, ficam conversando e rindo até o amanhecer, o que chamam de “ficar acordado para ver o ano ir embora(三十守岁Sānshí shǒusuì”. Quando o relógio chega à meia-noite, as pessoas comem 饺子 (Jiǎozi). Geralmente, o recheio é de legumes, carnes, peixes e camarão. Algumas famílias colocam um ingrediente especial, como nozes e tâmaras ou até moedas. Quem comê-lo é considerado o mais sortudo do Ano Novo. 
 
A celebração do Ano Novo chinês continua até 15 dias. O último dia é o Festival da Lanterna (元宵节Yuánxiāojié), que marca o retorno da primavera, simbolizando o reencontro de família, e o final das celebrações do Ano Novo. Dentre as atividades mais comuns estão iluminação de lanternas e adivinhar enigmas escrito em lanternas(猜灯谜 cāi Dēng mí). Acender lanternas é uma maneira das pessoas rezarem por um bom futuro e expressar seus melhores desejos para sua família. Durante a noite do Festival, membros da família se reúnem para apreciar a lua cheia e provar 汤圆Tāngyuán, que é um bolinho de farinha de arroz recheado com diferentes sabores. Sua forma redonda tem o significado de reunião, harmonia e felicidade. 
 
Texto: Pang Hui, diretor chinês do Instituto Confúcio na Uepa
 
Tradução: Xu Mengze - Cristina, professora do  Instituto Confúcio na Uepa