I Encontro de Educação Popular Antirracista começa nesta quinta, 20

 
I Djumbai é uma iniciativa de cooperação solidária entre Amazônia e África.

 

Com o objetivo de discutir sobre a educação antirracista, os movimentos sociais e as filosofias africanas, a Universidade do Estado do Pará (Uepa) e a Universidade Federal do Pará (UFPA) realizam nesta quinta-feira, 20, o I Encontro de Educação Popular Antirracista e Cooperação Solidária Amazônia e África. O início da programação, às 9h45, ocorrerá na sala do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da UFPA. Já no período da tarde, as atividades serão realizadas na sala de defesas do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED) da Uepa, a partir das 15h.

O evento, também chamado Djumbai, contará com a participação de professores, pesquisadores e estudantes africanos e brasileiros. Organizado pela Rede Internacional de Educação Popular Diálogos com a África, o encontro é destinado a pesquisadores, educadores, movimentos sociais e todos aqueles que se interessam pelos temas abordados. As pessoas interessadas em participar, podem se inscrever de forma on-line e gratuita até amanhã. 

Djumbai é um termo originário do crioulo, língua corrente em nível nacional na Guiné-Bissau, e significa encontro, convívio, rodas de partilha, ciranda de diálogos e de saberes. Na Uepa, a iniciativa é gerenciada pela Coordenadoria de Relações Internacionais (Crein), em parceria com diversos grupos de pesquisa, projetos de extensão e Programas de Pós-graduação da Uepa e UFPA. De acordo com o coordenador da Crein, João Colares, "o projeto procura produzir e intercambiar os saberes com ênfase na articulação entre a Amazônia e os países africanos de língua oficial portuguesa, como Moçambique, Guiné-Bissau, Angola, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe". Entre os palestrantes, estão os professores Tiago Tendai Chingore, da Universidade Licungo, Sónia André, do Ministério de Educação e Desenvolvimento Humano, ambos de Moçambique,  

De acordo com o professor João Colares, que estará como mediador na programação da tarde, a intenção da Uepa ao integrar essa rede "é estimular o maior diálogo entre a comunidade acadêmica da universidade e docentes de outros países, como também promover a mobilidade de pesquisadores e estudantes em direção a África e também para nós", conclui o professor.  Além de estar vinculado à Rede Diálogos com África, o Djumbai também faz parte da Campanha Latino-Americana, Caribenha e Africana em Defesa do Legado de Paulo Freire.


Serviço 

  • I Djumbai/Encontro de Educação Popular Antirracista e Cooperação Solidária Amazônia e África
  • 9h45 - Sala do PPGP/IFCH/UFPA, situado em frente ao Ginásio de Esportes, no Campus Guamá.
  • 15h - Sala de Defesas do PPGED/CCSE/UEPA, situado na Tv. Djalma Dutra, s/n. Telégrafo.


Texto: Messias Azevedo (Ascom Uepa)
Foto: Divulgação