Uepa forma 30 novos médicos em Belém

 

 

A Universidade do Estado do Pará (Uepa), por meio do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), antecipou a entrega do diploma para mais 30 discentes do curso de Medicina, em cumprimento à solicitação dos alunos, a partir da Medida Provisória nº 934 do Governo Federal, em vigor desde abril de 2020, pelo Ministério da Educação (MEC). A reunião para entrega do diploma, realizada na última quinta-feira, 22 de outubro, ocorreu no auditório da Unidade de Ensino e Assistência em Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Ueafto).

Ao formar médicos, a Uepa tem como objetivo oferecer mais profissionais de saúde, capacitados para atuar na linha de frente do combate à Covid-19 no Estado do Pará. Para diretora do CCBS, Vera Palácios, o momento é de dever cumprido, após anos de caminhada. “Nossa missão, enquanto docentes e gestores, é ensinar conteúdos informacionais, é ensinar a respeitar os princípios norteadores dos valores essenciais à vida. E quando ensinamos, também aprendemos. O ensino de saberes deve se utilizar do diálogo, sempre valorizando a todos, obedecendo aos princípios da equidade e da universalidade” afirmou.

Para não aglomerar pessoas, conforme as orientações do Ministério da Saúde e do Decreto Estadual 698/2020, não houve solenidade, apenas a entrega do documento para 30 discentes do curso de Medicina, que estavam acompanhados de paraninfo e de um membro da família. Mesmo sem os demais elementos de uma solenidade de outorga de grau, a emoção transbordava dos alunos e de familiares, após o recebimento do canudo com o diploma. “Foi uma grande realização, e também um desafio, pois a universidade pública nos tira da zona de conforto para sempre buscarmos ser melhores, porque temos uma responsabilidade técnica, mas ao mesmo tempo social e política. Contudo, a Uepa desempenhou um papel de excelência em nos amparar e fornecer oportunidades nesse caminho, ao lado de grandes mestres e inspirações”, comentou a recém-formada em Medicina, Amanda Rodrigues.

A entrega do diploma faz parte de um movimento institucional em antecipar as formaturas das turmas de 2020, que fizeram a solicitação, a partir da Medida Provisória nº 934 do Governo Federal. A MP estabeleceu normas excepcionais sobre a educação de nível superior em função das medidas de enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus (SarS-CoV-2).

Além da diretora do CCBS, Vera Palácios, também participaram do momento a coordenadora do Curso de Medicina, Djenanne Simonsen; a patrona da turma, Mariane Franco; a paraninfa da turma, Roberta Koyama; e a professora Regina Carneiro, escolhida para ser o nome da turma.

Texto/foto: Daniel Leite Jr